Tudo o que você precisa saber sobre análise de riscos

  • por

Tudo o que você precisa saber sobre análise de riscos

Definição

Primeiramente, antes de definir a análise de riscos, é importante entender alguns conceitos, como por exemplo, a diferença entre o risco e o perigo.

Em segurança do trabalho, o risco nada mais é que a chance de acontecer um evento, seja ele positivo ou negativo, por ou lado, o perigo são as condições que contribuem para a ocorrência do risco.

Dessa forma, podemos enfim, definir a análise de riscos como o jeito utilizado pelas empresas para identificar os riscos presentes no ambiente de trabalho. Essas análises poderão ser feitas não só de forma qualitativa, mas também de maneira quantitativa, a partir de análise de dados.

Em síntese, o principal objetivo desta análise é evitar tanto os acidentes, quanto as doenças de trabalho.

Importância

Em resumo, uma boa análise de riscos faz com que a empresa tenha um guia nas tomadas de decisões. Pois, é necessário um amplo conhecimento dos riscos e da exposição dos colaboradores. Para dessa forma definir quais equipamentos e quais medidas deverão ser tomadas durante a realização de determinada atividade.

Além disso, esta análise antecipa e reduz os efeitos de possíveis condições adversas. E dessa forma, a evita que a empresa utilize os recursos de maneira desnecessária.

Como fazer

A princípio, vale destacar que o método utilizado irá variar de acordo com os riscos no qual os trabalhadores estão expostos. Mas, para uma análise de sucesso é importante seguir as seguintes etapas:

Identificar o perigo

Em primeiro lugar, é importante que seja realizada uma identificação de todos os fatores que podem trazer algum dano à saúde do trabalhador. Essa informação pode ser obtida de diversas maneiras, como por exemplo, através de dados, entrevistas, documentos, entre outras.

Avaliar o risco

Logo após a primeira etapa, é necessário a avaliação detalhada de quais pontos há contato de pessoas ou equipamentos com situações perigosas. Essa avaliação pode ser feita de forma quantitativa através dos equipamentos de medições. Ou de maneira qualitativa através de matrizes de avaliação, como por exemplo, WHATS IF, FMEA, HAZOP, entre outras.

Plano de ação

A partir das etapas anteriores, é necessário criar estratégias para realizar o tratamento do risco. Dessa forma, é nesta etapa que são definidos os métodos e os equipamentos adequados durante a realização da atividade.

Vale destacar esse plano de ação busca não só soluções preventivas, mas também corretivas.

Monitoramento

Por fim, é necessário que haja um constante monitoramento e gestão das ações realizadas, para dessa forma, não manter os trabalhadores expostos ao perigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *