7 tipos de gestão

  • por
Gestão

Os 7 tipos de Gestão que vão mudar a sua empresa

O principal objetivo da gestão de qualquer empresa é sempre conseguir trazer evolução e crescimento dentro do mercado, e obter os melhores lucros possíveis com os menores custos. Porém muitas empresas tem os melhores produtos ou serviços, e até mesmo os melhores preços, mas não fazem ideia do por que não conseguem prosperar.

A gestão é a responsável por mostrar o caminho certo a ser seguido para que sua empresa consiga crescer cada vez mais no mercado. Aqui nós temos 7 tipos de gestão empresarial que juntas irão levar a sua empresa ao sucesso:

Gestão de processos

Quando se foca nos processos, é possível fazer análises e estudos que facilitam a visualização das falhas e oportunidades de melhoria. Com isso, o aumento da produtividade e, claro, do lucro. Os processos precisam ser alinhados ao planejamento estratégico da empresa e promover a melhoria contínua. A construção de uma visão única proporciona a redução de erros, dúvidas e a otimização dos processos.

Para que isso aconteça é muito importante que a empresa tenha todos os seus processos bem mapeados, a fim de identificar todos os gargalos do processo e possíveis pontos de melhoria.

Tendo todos os pontos da produção bem definidos e os processos que possivelmente podem ser melhorados, é hora de focarmos na redução do setup desses processos. Consiste em reduzir ao máximo do tempo desperdiçado em atividades que não agregam valor ao produto.

Assim como para toda atividade que nós fazemos, também é importante a existência de uma forma de medição. Toda empresa precisa saber que está indo no caminho certo e se as mudanças empregadas realmente estão gerando um resultado satisfatório, por isso são necessários indicadores de produtividade.

Gestão de operações 

A manipulação dos recursos e processos de uma empresa são de extrema importância e decisivas para o sucesso de uma organização. As tomadas de decisão referentes às operações resultam no bom funcionamento do fluxo de produção e nos resultados, de forma geral. A análise e a otimização dos processos e movimentações aumentam consideravelmente a produtividade. A qualidade dos produtos e entregas necessitam de uma boa gestão no setor operacional. Isso inclui, também, previsão e inovação com uso de estatística e tecnologia ao seu favor, sobre as interações das atividades e seus diferentes departamentos.

Assim como na gestão de processos, aqui também é importante que você se preocupe em gerar uma produção contínua e nivelada. Buscando evitar uma ociosidade causada por perda de tempo de espera durante a produção. Dessa forma reduzindo gargalos, por isso é de extrema importância um balanceamento de linha bem elaborado. Para, com isso, realizar os ajustes necessários com o objetivo de aumentar a eficiência e a capacidade produtiva.

Outra forma de diminuir o tempo gasto com atividades que não agregam valor ao produto, é através de um bom estudo de layout. O estudo de layout busca otimizar a disposição espacial do ambiente e aumentar o desempenho dos processos da organização.

A gestão de estoques e a de operações são tão intrínsecas que não poderíamos aborda-las separadamente. Feito por meio de uma de uma previsão de demanda e um monitoramento do estoque. Dessa maneira reduzindo custos nesse setor da empresa. A gestão de estoques ainda auxilia na diminuição de perda de vendas devida ausência de suprimentos, e na perda de produtos por vencimento. Mantendo sempre a qualidade e durabilidade do estoque.

É importante realizar também uma análise da capacidade de produção, para quantificar o processo com o nível máximo de atividades de valor adicionado em condições normais de operação por um determinado período de tempo.

Foco na estratégia

Estabelecer um diferencial estratégico e saber como falar com o público de maneira eficiente separa empresas normais de empresas referência. Com isso você não só definirá a estratégia da empresa mas vai também compreender o mercado e os concorrentes e dizer como superá-los, definir um diferencial estratégico e competitivo, e assim aumentar as vendas.

Para isso é necessário um bom planejamento estratégico, que visa projetar os principais objetivos da organização em longo prazo, utilizando da construção da missão, visão, objetivos, metas, e valores da empresa.

Uma boa estratégia de posicionamento de mercado é primordial para o sucesso de uma empresa, isso por que através de um posicionamento eficaz você consegue: Criar uma fidelização com o cliente; Ter um maior controle da imagem; Criar uma conexão com o público; Ter clareza nas decisões; Passar a mensagem certa para a pessoa certa.

Outra coisa muito importante na gestão estratégica é a criação de um plano de negócios. Principalmente para os pequenos empreendimentos ou para aqueles que estão começando a surgir agora. O plano de negócios é um documento de planejamento que irá descrever o negócio, os objetivos dele e os passos que devem ser dados para alcançá-los. Assim, é possível demonstrar a viabilidade do empreendimento sob diversos pontos de vista – estratégico, mercadológico, operacional e financeiro. Ele será o mapa no qual os caminhos a serem percorridos para que a empresa dê certo estarão representados.

Sempre fique de olho na qualidade

Os clientes tornam-se cada vez mais exigentes, então você deve se atentar à qualidade dos produtos e serviços oferecidos é mais que uma obrigação. O uso de filosofias e técnicas de melhoria contínua enxugam os processos e mantém a qualidade da produção do início ao fim, atendendo, da melhor forma, às expectativas do consumidor e facilitando a sua fidelização. O desenvolvimento da qualidade em uma produção inclui organização, limpeza, padronização, redução, otimização, planejamento, controle e técnicas de melhoria contínua.

Ao dar uma ênfase maior na padronização e otimização de processos, você evita por exemplo que seja entregue um produto em que os padrões da qualidade sejam diferentes. Isso acaba tirando a confiança da sua marca frente ao mercado. A padronização também mantém o bom funcionamento na execução das tarefas, diminuindo erros, desvios e assim aumentando a qualidade dos produtos ou serviços de saída. E a otimização tem como resultado final processos mais enxutos, com menos recursos, mais eficácia e maior integração.

Algo que pode ajudar muito para a elaboração de uma boa gestão de qualidade na sua empresa é a aplicação do 5S. Este visa o aperfeiçoamento de aspectos como organização. Como por exemplo: limpeza, e capacitação. Isso deixa o ambiente de trabalho mais agradável e ajuda a melhorar a produtividade da equipe.

O maior patrimônio da empresa são suas pessoas

Voltar-se para a segurança do trabalhador é analisar suas condições de trabalho e preocupar-se com sua integridade. Agindo diretamente com a sua satisfação e motivação. Sentir-se protegido é, também, sentir-se acolhido nesse ambiente. Toda empresa necessita obedecer às Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho. A atuação nesse setor evita a admissão de multas e proporciona a saúde e contentamento dos funcionários.

A análise de riscos no ambiente da empresa para identificar os menores e maiores riscos e descobrir quais medidas precisam ser tomadas, é importante que tudo dentro da empresa esteja dentro das normas de segurança, desde as instalações à disponibilização dos equipamentos de proteção para os funcionários. Necessitamos frisar o investimento em segurança pode não trazer um retorno a curto prazo, mas ele vai ser primordial para evitar um prejuízo dentro da empresa mais para frente, além de mostrar que sua empresa se importa com a saúde do trabalhador.

Logística é muito mais que transporte de materiais

Processos logísticos são responsáveis por quase toda fonte de desordem financeira. Ter um controle das entradas e saídas de recursos, diminui significativamente as chances disso acontecer.

Uma boa modelagem dos processos logísticos torna os fluxos mais rápidos e precisos, destacando-se frente a concorrência. A construção de uma organização logística aborda principalmente 3 pilares: transporte, estoque e processamento de pedidos. Se esses três pilares forem bem estruturados o fluxo de produtos e informações será eficiente e planejado.

Gerenciamento financeiro

Foco na área financeira empresarial visando aumentar os lucros, mensurar os custos. Auxiliando também na tomada de decisão quanto a investimentos, caso a empresa busque expandir, lançar um novo produto ou até reinvestir com novo maquinário.

Para que a empresa consiga realizar uma diminuição nos gastos para a produção dos produtos ou serviços, é interessante realizar uma análise de custos, que trabalha sobre aspectos de controle da empresa, gastos produtivos e rentabilidade. Caso apareça o interesse de investir em um novo maquinário de fabricação ou até investimentos em novos projetos, é recomendável efetuar uma análise de viabilidade econômica, para saber se o investimento realmente é viável ou não, comparando o seu custo com os retornos que ele pode gerar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *