Delivery de sucesso

Como estruturar um delivery eficiente na sua empresa

Com a expansão da internet e os Smartphones é possível fazer compras de quase tudo que precisamos sem sair de casa. Atualmente pedir comida a domicílio se tornou um hábito do brasileiro, sendo assim o delivery é uma tendência que não para de crescer no país. Para montar um delivery de sucesso, não basta começar a entregar comida a domicílio, é preciso planejar e organizar as operações.

Passo 1: Porque escolher o delivery

À princípio você deve-se saber se o serviço Delivery é adequado para o seu negócio. O Delivery tem muito potencial para aumentar a sua clientela e o seu faturamento, por um valor um pouco baixo. Entretanto, é preciso que você avalie se este investimento vale a pena. Dessa maneira se pergunte:

1. Por que a minha empresa precisa desse serviço?
2. Será que meus clientes querem ter os produtos entregues em sua casa ou no trabalho?
3. O serviço vai ter algum diferencial em relação aos meus concorrentes?

Você pode respondê-las analisando o perfil do seu negócio, fazendo uma pesquisa de mercado e obtendo informações diretamente com os seus clientes.

Passo 2: Analisando investimentos

Os investimentos necessários (veículos, de onde será transportado, softwares de delivery) para que a sua empresa possa fazer esse serviço, precisam ser analisados. Adicionalmente, devem ser estudado as despesas com manutenção dos veículos, salário dos entregadores que você precisará arcar. Pois a verificação desses custos é importante para a análise da condição do serviço, assim como para a sua precificação.

Passo 3: Terceirizando a entrega.

Primeiramente terceirizar o serviço de entrega aparenta ser uma opção viável, porém essa escolha depende de muitos fatores. Como por exemplo, o tamanho da região onde sua empresa está localizada, e também das demandas que ela precisa atender. Sendo assim, se a sua área de atendimento for pequena, vale a pena investir em uma frota própria e contratar entregadores exclusivos. Em contrapartida, o melhor é terceirizar o serviço.

Passo 4: Embalando seu produto.

Se chegou até aqui, então você decidiu implementar esse serviço ao seu negócio, ou seja chegou a hora de ver como os produtos serão entregues. O primeiro aspecto a ser avaliado é a embalagem. Esta deve acondicionar os produtos de forma adequada, para eles não sofrerem avarias durante o transporte. No caso das comidas, elas não podem chegar frias aos clientes.

Passo 5: Investindo no marketing.

Por mais que o seu estabelecimento já tenha um bom público, é essencial que as pessoas fiquem sabendo de seu novo serviço. Por isso, uma vez que você tenha definido como ele vai funcionar, comece a divulgar em suas redes sociais.

Passo 6: Planejando rotas de entregas.

A princípio, para realização das entregas sempre na hora, os entregadores precisam utilizar o menor percurso possível entre a empresa e os clientes, e trafegar por vias livres de buracos e trânsito intenso. Entretanto, o planejamento de cada rota de forma manual pode exigir muito tempo. Logo, aqui entra a importância de se contar com os softwares de delivery para fazer a gestão de entregas, pois eles roteirizam os percursos de forma automática e, também, permitem o acompanhamento das atividades em tempo real.

Passo 7: Eficiência e fidelidade. 

Cadastrar os clientes logo no primeiro contato é de extrema importância para os próximos atendimentos serem mais eficientes. Pois, o atendimento personalizado tem se provado um fator que dá uma enorme vantagem competitiva a qualquer negócio. Desse modo, esforce-se para que o seu negócio ofereça o mesmo. Encoraje sua equipe para que eles trabalhem como consultores, ao invés de meramente empurrar qualquer mercadoria para o cliente. O público vai notar a diferença e assim, o resultado virá sob a forma de mais clientes fiéis e, consequentemente, mais lucro.

Passo 8: Precificação do produto.

O ideal é que o preço do serviço de entrega seja justo, e dessa maneira cubra despesas de manutenção dos veículos, da contratação de entregadores e de embalagens utilizadas nas entregas. Mas lembre-se de que a taxa de entrega não deve ser embutida no valor dos produtos, pois os clientes poderão achar que eles são mais caros do que os da concorrência. Dessa maneira, responsável por registrar os pedidos devem sempre informar o valor do serviço no momento da compra.

Passo 9: Feedback e sua importância para o delivery.

Ao passo que as redes sociais, os sites, e os aplicativos personalizados deram um voz mais ativa aos clientes o feedback do público se tornou mais presente, sejam eles positivos ou negativos. Sendo assim, não basta apenas agradecer os bons e ignorar os ruins, é preciso levar todos eles em consideração. Afinal, o seu público pode notar um ponto de melhoria em seu serviço que você não tinha percebido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *